domingo,7 julho , 2024
Home Saúde Superfecundação heteroparental de “Pedaço de Mim“ existe e é rara | CNN Brasil

Superfecundação heteroparental de “Pedaço de Mim“ existe e é rara | CNN Brasil

por gabrielamaraccini
0 Comente
superfecundacao-heteroparental-de-“pedaco-de-mim“-existe-e-e-rara-|-cnn-brasil

A produção melodramática brasileira “Pedaço de Mim”, estrelada por Juliana Paes (Liana) e por Vladimir Brichta (Tomás), estreou na Netflix nesta sexta-feira (5). A trama é uma ficção sobre uma mulher que está grávida de gêmeos, mas que descobre que eles são filhos de dois pais diferentes. A condição existe e é conhecida como superfecundação heteroparental, e é um tipo raríssimo de gestação.

“A superfecundação heteroparental é um fenômeno raro em que gêmeos fraternos (não idênticos) têm pais biológicos diferentes. Esse processo ocorre quando uma mulher libera dois ou mais óvulos durante o mesmo ciclo menstrual e esses óvulos são fertilizados por espermatozoides de diferentes parceiros sexuais”, explica Paula Marin, ginecologista e especialista em reprodução humana, à CNN.

Esse tipo de gestação é considerada rara. Um estudo da Sociedade Internacional de Estudos de Gêmeos mostrou encontrou três casos de superfecundidade heteroparental em um banco de dados de testes de parentesco de 39 mil registros. Além disso, segundo o trabalho, a frequência desse tipo de gestação entre gêmeos dizigóticos (formados a partir de dois óvulos) cujos pais estavam envolvidos em processos de paternidade é de 2,4%.

Como a superfecundação heteroparental acontece?

Segundo Fernando Prado, médico ginecologista, obstetra e especialista em Reprodução Humana e diretor clínico da Neo Vita, a superfecundação heteroparental é uma condição rara porque é difícil ocorrer a ovulação de dois óvulos em um mesmo ciclo menstrual.

“Normalmente, a espécie humana libera apenas um óvulo em cada ciclo menstrual. Então, é muito difícil que aconteça a ovulação de dois óvulos, mas, eventualmente, pode acontecer”, explica o especialista à CNN. “Além disso, a mulher tem que ter tido relações sexuais com dois homens diferentes para que cada um dos espermatozoides fertilizem óvulos diferentes. Então, realmente as condições são bastante raras”, completa.

Esse tipo de fecundação pode ocorrer de forma natural, quando a mulher tem relação sexual com dois homens diferentes em um determinado período. “Para que a superfecundação heteroparental ocorra naturalmente, as relações sexuais com diferentes parceiros devem acontecer dentro do período fértil da mulher, uma janela de tempo relativamente curto, que compreende uma janela de seis dias”, explica Marin.

Segundo a ginecologista, os espermatozoides podem sobreviver no trato reprodutivo feminino por até cinco dias, enquanto o óvulo permanece viável por cerca de 12 a 24 horas após a ovulação. Portanto, as relações sexuais com parceiros diferentes devem ocorrer dentro de aproximadamente uma semana.

Superfecundação pode ocorrer também em casos de fertilização in vitro, mas não é permitida

Esse tipo de fecundação também pode acontecer por meio de técnicas de reprodução assistida, como a fertilização in vitro (FIV). Nesse caso, os óvulos de uma mulher são fertilizados por espermatozoides de diferentes doadores ou parceiros durante o mesmo ciclo de tratamento.

No entanto, segundo a Resolução de 2022 do Conselho Federal de Medicina (CFM), no caso de embriões formados por gametas de pacientes ou doadores distintos, a transferência embrionária deverá ser realizada com embriões de uma única origem para a segurança da prole e rastreabilidade. “Ou seja, essa gestação de gêmeos não idênticos com pais biológicos diferentes não pode acontecer”, afirma Marin.

Como descobrir que os gêmeos são de pais diferentes?

De acordo com Prado, o teste de DNA é o melhor exame para determinar a paternidade dos gêmeos quando existe a suspeita de que os irmãos tenham pais diferentes. “A não ser que eles tenham características raciais que sejam muito diferentes e que podem ser identificadas logo no nascimento”, afirma o ginecologista. O exame compara o material genético dos gêmeos com o dos possíveis pais para determinar a paternidade.

O teste de DNA pode ser feito tanto após o nascimento, quanto ainda na gestação, através de amniocentese ou biópsia de vilo corial [análise de células fetais do líquido amniótico, ou seja, da placenta]. “Mas, nesse caso, é um teste bastante arriscado e acabamos não indicando fazer o exame durante a gestação. O recomendado é que se aguarde o nascimento das crianças”, afirma.

Há riscos para a gestante ou para os bebês?

De acordo com Marin, a superfecundação heteroparental não apresenta riscos adicionais específicos para a gestante ou para os bebês, em comparação com uma gestação de gêmeos comum.

“No entanto, gestações gemelares, de modo geral, podem ser mais complicadas e exigir acompanhamento médico mais rigoroso devido aos riscos aumentados de parto prematuro, baixo peso ao nascer e outras complicações gestacionais”, afirma a ginecologista.

A minissérie “Pedaço de Mim” é produzida por A Fábrica e também conta com nomes como Felipe Abib, Palomma Duarte, João Vitti, Jussara Freire, Martha Nowill e Antonio Grassi no elenco.

Assista ao teaser de “Pedaço de Mim”:

Gravidez pode “envelhecer” biologicamente uma pessoa; entenda

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

CATEGORIA NOTICIAS

NOTICIAS RECENTES

AS MAIS VISTAS

Noticias Todo Tempo © Todos direitos reservados

Título do Título