Proteína animal é considerada item de cesta básica em mais de 15 estados, diz Lupion à CNN | CNN Brasil – NotíciaTop
segunda-feira,22 julho , 2024
Home Economia Proteína animal é considerada item de cesta básica em mais de 15 estados, diz Lupion à CNN | CNN Brasil

Proteína animal é considerada item de cesta básica em mais de 15 estados, diz Lupion à CNN | CNN Brasil

por afonsobenites
0 Comente
proteina-animal-e-considerada-item-de-cesta-basica-em-mais-de-15-estados,-diz-lupion-a-cnn-|-cnn-brasil

Em entrevista ao CNN 360°, o deputado federal e presidente da Frente Parlamentar Agropecuária, Pedro Lupion (PP-PR), afirmou que a proteína animal é considerada item de cesta básica em mais de 15 estados brasileiros.

Isenção de impostos sobre alimentos

Lupion defendeu a isenção de impostos sobre alimentos como forma de controlar a inflação e facilitar o acesso da população a produtos essenciais, como carnes, leite e derivados.

“Mais de 15 estados já têm diferenciação de PIS e Cofins na proteína animal, ou seja, eles são considerados itens de cesta básica em mais de 15 estados e precisam ser considerados nacionalmente”, afirmou o parlamentar.

Segundo ele, é necessário estabelecer uma cesta básica constitucional e uma cesta de alimentos nacional, já que o governo está tratando do imposto sobre o consumo. “O consumo de carne tem que estar na prioridade do brasileiro”, disse.

Críticas ao PLP 68

O deputado também criticou o Projeto de Lei Complementar (PLP) 68, enviado pelo governo federal, que estabelece a isenção de impostos sobre produtos da cesta básica. Segundo Lupion, nem mesmo a massa de tomate, que já faz parte da cesta básica em todo o país, foi incluída na proposta.

“No PLP 68 que veio do governo, nem a massa de tomate estava, ou seja, o que já está em toda a cesta básica do Brasil inteiro de todos os estados. Aquele extrato de tomate, molho de tomate que está na cesta básica de todo o mundo, essa não está no PLP 68 do governo, precisa ser resolvido”, declarou.

Impacto econômico

Lupion discordou dos dados apresentados pelo governo sobre o impacto da isenção de impostos sobre os alimentos. Segundo ele, os estudos econômicos consultados indicam um impacto menor do que o previsto, já que haveria um aumento no consumo, impulsionando a economia.

“Nós discordamos totalmente dos dados e números que foram apresentados de 0,57 de aumento de alíquota. As contas não são essas, a gente mostra com os economistas que consultamos, inclusive diversos estudos, de que o impacto não é esse, até porque a gente vai ter um aumento de consumo e isso vai melhorar a economia”, concluiu.

Os textos gerados por inteligência artificial na CNN Brasil são feitos com base nos cortes de vídeos dos jornais de sua programação. Todas as informações são apuradas e checadas por jornalistas. O texto final também passa pela revisão da equipe de jornalismo da CNN. Clique aqui para saber mais

(Publicado por Raphael Bueno, da CNN Brasil)

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

CATEGORIA NOTICIAS

NOTICIAS RECENTES

AS MAIS VISTAS

Noticias Todo Tempo © Todos direitos reservados

Título do Título