Irã condena turista a 10 anos de prisão por posse de Novo Testamento – NotíciaTop
segunda-feira,22 julho , 2024
Home Policia Irã condena turista a 10 anos de prisão por posse de Novo Testamento

Irã condena turista a 10 anos de prisão por posse de Novo Testamento

por REDAÇÃO
0 Comente
ira-condena-turista-a-10-anos-de-prisao-por-posse-de-novo-testamento

O cristão armênio, Hakop Gochumyan, de 35 anos, foi condenado a 10 anos de prisão enquanto estava em viagem de férias no Irã junto com sua esposa, Elisa Shahvardian, que é iraniana-armênia, e seus dois filhos menores.

Sem encontrar evidências claras, os juízes basearam o veredito em uma disposição do Código Penal que pune a mera “suposição” de um crime, informou o Asia News.

Gochumyan, detido desde o verão passado, foi julgado por “atividades de proselitismo” consideradas “desviantes” e que “contradizem a lei sagrada do islamismo”, devido à sua liderança em uma rede de cristianismo evangélico.

Prisão nas férias

De acordo com a organização cristã Barnabas Aid, Gochumyan estava jantando com sua esposa e filhos na casa de um amigo em Pardis, perto de Teerã, quando agentes de inteligência invadiram o local.

A família estava de férias no Irã em agosto de 2023.

A polícia prendeu todos os adultos e confiscou vários Novos Testamentos em língua farsi e outras literaturas cristãs.

Após a prisão, os dois filhos do casal, de 7 e 10 anos, foram embora com a tia de Elisa Shahvardian, informou o órgão de vigilância da perseguição com sede nos EUA, International Christian Concern.

Confinamento e tortura

Depois da operação, o casal foi levado para a Prisão de Evin, conhecida por suas condições adversas, onde foram colocados em confinamento solitário e submetidos a severa tortura psicológica.

Shahvardian, de ascendência iraniana com ligações familiares no Irã, foi libertada sob fiança dois meses depois, em outubro de 2023. No entanto, seu marido Hakop permaneceu sob custódia, enfrentando acusações de “envolvimento em atividades de proselitismo desviantes que contradizem a lei sagrada do Islã” devido ao seu envolvimento em uma “rede de cristianismo evangélico”. Hakop tem consistentemente se declarado inocente dessas acusações.

Filha do pastor iraniano-armênio Rafi Shahverdian, ela disse ao grupo de vigilância Artigo 18 em dezembro que agentes de inteligência os acusaram de se envolver em “atividades cristãs ilegais”.

Durante o julgamento de Hakop, que culminou em sua sentença em fevereiro de 2024, seu advogado destacou a ausência de evidências concretas que apoiassem as acusações.

O advogado argumentou que a decisão foi indevidamente influenciada pelo artigo 160.º do Código Penal Islâmico do Irã, que permite aos juízes confiarem em sua intuição em vez de em provas concretas. Em junho, o recurso de Hakop foi rejeitado, confirmando sua sentença de 10 anos.

Igreja cresce no Irã

As minorias cristãs históricas do Irã, como armênios e assírios, têm permissão legal para praticar o cristianismo. No entanto, a lei proíbe estritamente o evangelismo, especialmente entre a maioria muçulmana e comunidades de língua farsi.

Essa restrição abrange a disseminação de materiais cristãos, como Bíblias em farsi, e quaisquer atividades vistas como tentativas de converter muçulmanos ao cristianismo.

A ICC observou que, apesar de mais de quatro décadas de restrições severas e perseguição total, o Cristianismo está tendo um crescimento significativo no Irã.

“Por mais de 40 anos, o regime do Irã perseguiu os cristãos iranianos através da proibição de Bíblias em língua farsi, da prisão de líderes religiosos e da acusação falsa de convertidos ao cristianismo como ameaças à segurança nacional”, disse um representante do TPI. “Mas, apesar de tudo, Deus está operando um milagre, e a igreja clandestina iraniana continua a crescer rapidamente.”

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

CATEGORIA NOTICIAS

NOTICIAS RECENTES

AS MAIS VISTAS

Noticias Todo Tempo © Todos direitos reservados

Título do Título