domingo,7 julho , 2024
Home Mundo Corpo de refém brasileiro é encontrado pelo Exército de Israel em Gaza

Corpo de refém brasileiro é encontrado pelo Exército de Israel em Gaza

por REDAÇÃO
0 Comente
corpo-de-refem-brasileiro-e-encontrado-pelo-exercito-de-israel-em-gaza

O corpo de um refém brasileiro foi encontrado pelo Exército de Israel na Faixa de Gaza, junto com outros dois corpos de reféns mortos durante o ataque do grupo terrorista Hamas em 7 de outubro.

Segundo a AP News, o brasileiro-israelense Michel Nisenbaum, de 59 anos, foi assassinado no dia do ataque, no cruzamento de Mefalsim, e seu corpo foi levado para Gaza, segundo o anúncio feito pelas forças israelenses nesta sexta-feira (24).

Michel morava na cidade de Sderot, no sul do país, e foi capturado pelos terroristas quando tentava resgatar sua neta de 4 anos.

Os outros reféns encontrados foram Oryon Hernandez Radoux, de 30 anos, e Yablonka, de 42 anos. Os corpos foram devolvidos às famílias para serem enterrados.

No ataque de 7 de outubro, o Hamas matou cerca de 1.200 pessoas, a maioria civis, e sequestraram cerca de outras 250.

Em negociações, metade dos reféns já foram libertos em troca de prisioneiros palestinianos detidos por Israel. Conforme o governo israelense, cerca de 100 reféns ainda estão em cativeiro em Gaza, junto com os corpos de pelo menos 39, e 17 corpos de reféns já foram recuperados até agora.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, prometeu eliminar o Hamas e trazer de volta todos os reféns, mas não teve sucesso. Ele enfrenta pressão para renunciar e os Estados Unidos ameaçaram reduzir o seu apoio.

Nesta sexta-feira (24), Netanyahu afirmou que a nação tem o dever de fazer tudo para resgatar os reféns, tanto os que estão mortos quanto os vivos.

Vídeo de 5 jovens sequestradas

No início desta semana, o Fórum de Reféns e Famílias Desaparecidas divulgou imagens angustiantes, mostrando o sequestro de cinco mulheres soldados da base de Nahal Oz, em 7 de outubro. O vídeo mostra as jovens chocadas, horrorizadas, feridas e ensanguentadas.

As imagens foram gravadas por câmeras corporais usadas pelos terroristas quando atacaram a base perto da fronteira de Gaza, e mostram Liri Albag, Karina Ariev, Agam Berger, Daniella Gilboa e Naama Levy. Todas ainda são mantidas como reféns pelo Hamas em Gaza.

O vídeo divulgado gerou protestos em todo o país, pedindo a libertação dos reféns.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

CATEGORIA NOTICIAS

NOTICIAS RECENTES

AS MAIS VISTAS

Noticias Todo Tempo © Todos direitos reservados

Título do Título