quinta-feira,11 julho , 2024
Home Economia Como fica o preço da carne nos diferentes cenários estudados para a reforma tributária? | CNN Brasil

Como fica o preço da carne nos diferentes cenários estudados para a reforma tributária? | CNN Brasil

por danilomoliterno
0 Comente
como-fica-o-preco-da-carne-nos-diferentes-cenarios-estudados-para-a-reforma-tributaria?-|-cnn-brasil

A decisão do grupo de trabalho da Câmara dos Deputados que analisa a reforma tributária de incluir itens de proteína animal, como carne e frango, na cesta básica isenta de imposto gerou, entre outras repercussões, até comentário do presidente Lula. Mas como ficaria o preço do alimento?

Segundo cálculos do próprio Ministério da Fazenda, na maior parte dos estados, a carga tributária sobre carnes fica em torno de 12,7% atualmente.

Este valor inclui cerca de 7,5% de ICMS (imposto estadual) e outros resíduos que resultam do sistema atual. No cenário proposto pelos parlamentares, este valor iria a 0%.

No cenário da regulamentação proposta pela pasta comandada por Fernando Haddad, as carnes fazem parte da chamada “Cesta Básica Estendida”.

Assim, haveria desconto de 60% do Imposto sobre Valor Agregado (IVA) — que é estimado em 27,5% —, resultando em alíquota de 10,6%.

Este valor seria de 8,5% para as pessoas eletivas para o cashback — devolução de impostos criados pela reforma tributária. O mecanismo atende famílias com renda per capita de até meio salário-mínimo, inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) do governo federal.

Com essas condições colocadas, a queda nos impostos cobrados pela carne seria de 100% no cenário de isenção, proposto pelos congressistas; de 16,5% para a proposta do Ministério da Fazenda, sendo de 33% para aqueles que receberem o cashback.

Para fim de exemplificar o impacto dos cenários propostos para a reforma tributária, a CNN consultou portais de supermercados da grande São Paulo e calculou médias de preços de diferentes cortes de carne (acém, coxão duro, coxão mole e picanha).

Confira abaixo a simulação (cabe destacar que os valores valem somente para as condições mencionadas).

Cenário atual:

  • Acém: R$ 29,99
  • Coxão duro: R$ 35,59
  • Coxão mole R$ 38,49
  • Picanha: R$ 53,99

Cenário com cesta básica estendida:

  • Acém: R$ 28,95 (R$ 28,40 para os eletivos ao cashback)
  • Coxão duro: R$ 34,36 (R$ 33,71 para os eletivos ao cashback)
  • Coxão mole: R$ 37,17 (R$ 36,45 para os eletivos ao cashback)
  • Picanha: R$ 52,24 (R$ 51.25 para os eletivos ao cashback)

Cenário com isenção:

  • Acém: R$ 26,18
  • Coxão duro: R$ 31,07
  • Coxão mole: R$ 33,60
  • Picanha: R$ 47,24

A proposta da Câmara

A tendência é de que o G7, sete parlamentares que compõem o grupo de trabalho, proponham aumentar a lista de itens sujeitos ao chamado “imposto do pecado”, que será aplicado sobre produtos considerados prejudiciais à saúde e ao meio ambiente.

A ideia é evitar que a redução de impostos para a carne resulte em elevação da alíquota padrão do IVA (estimada em 27,5%). Podem entrar na lista do Imposto Seletivo (IS) carros elétricos e jogos de azar virtuais, ou físicos, caso sejam autorizados no país.

Nesta terça-feira (2), ao repercutir a questão, o presidente Lula afirmou que cortes nobres de carne poderiam pagar um “impostozinho”, para que aqueles amplamente consumidos pela população mais pobre, entre eles o acém e o coxão mole, possam ser isentos na reforma tributária.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

CATEGORIA NOTICIAS

NOTICIAS RECENTES

AS MAIS VISTAS

Noticias Todo Tempo © Todos direitos reservados

Título do Título