domingo,7 julho , 2024
Home Educação Comentário da carta aos Romanos – CAP – 6 – A nova vida em Cristo

Comentário da carta aos Romanos – CAP – 6 – A nova vida em Cristo

por REDAÇÃO
0 Comente
comentario-da-carta-aos-romanos-–-cap-–-6-–-a-nova-vida-em-cristo

O Capítulo 6 da Carta de Paulo aos Romanos é uma passagem rica e profunda que aborda temas essenciais da teologia cristã, como a graça, a justificação, a santificação e a libertação do pecado. Neste comentário, vamos explorar os tópicos exaustivos presentes neste capítulo, destacando os principais pontos e seu significado dentro do contexto da carta.

A Graça e a Justificação – Paulo começa o capítulo ressaltando a graça de Deus e a justificação pela fé. Ele enfatiza que a salvação é um dom gratuito de Deus, não baseada em obras humanas, mas sim na fé em Jesus Cristo. Paulo argumenta que, quando uma pessoa crê em Jesus, ela é justificada diante de Deus, ou seja, é declarada justa, não por causa de suas próprias obras, mas por causa da obra redentora de Jesus na cruz.

A Nova Vida em Cristo – Paulo também ensina que a fé em Jesus não é apenas um evento isolado de conversão, mas resulta em uma nova vida em Cristo. Ele descreve o batismo como um símbolo dessa nova vida, em que o crente é identificado com a morte, sepultamento e ressurreição de Jesus. Essa nova vida é caracterizada pela libertação do poder do pecado e pela capacidade de viver uma vida santa e obediente a Deus.

A Morte para o Pecado – Paulo destaca a importância da morte para o pecado na vida do cristão. Ele argumenta que, assim como Jesus morreu para o pecado uma vez por todas, o crente também deve considerar-se morto para o pecado. Isso significa que o poder do pecado foi quebrado na vida do crente, e ele não é mais escravo do pecado. Paulo encoraja os crentes a não mais viverem uma vida dominada pelo pecado, mas a se apresentarem a Deus como instrumentos de justiça.

A Liberdade do Pecado – Paulo ressalta que a libertação do pecado não significa que o crente não vai mais pecar, mas sim que ele não é mais escravo do pecado. Ele enfatiza que o pecado não deve mais reinar na vida do crente, porque agora ele está debaixo da graça e não da lei. Paulo argumenta que a lei só tinha poder para condenar, mas a graça de Deus tem poder para transformar o coração do crente e capacitá-lo a viver uma vida santa.

A Santificação – Paulo também ensina sobre a santificação, que é o processo contínuo de crescimento espiritual e conformidade à imagem de Cristo. Ele exorta os crentes a se oferecerem a Deus como instrumentos de santificação, ou seja, a se dedicarem a Deus e a viverem de acordo com os princípios e valores do Reino de Deus. Paulo destaca que a santificação é um processo gradual e contínuo, capacitado pelo Espírito Santo, e que resulta em uma vida de maior santidade e retidão diante de Deus.

A Escravidão ao Pecado – Paulo também aborda a realidade da luta contra o pecado na vida do crente. Ele reconhece que, embora os crentes sejam libertos do poder do pecado, ainda enfrentam batalhas contra a natureza pecaminosa que habita em seu corpo mortal. Paulo descreve essa luta como uma batalha entre a vontade de fazer o bem e a presença persistente do pecado na vida do crente. Ele expressa sua própria luta pessoal, destacando que fazia o que não queria fazer e não fazia o que queria fazer, revelando a tensão entre a nova natureza em Cristo e a velha natureza pecaminosa.

A Vitória em Cristo – Paulo também proclama a vitória sobre o pecado através de Jesus Cristo. Ele enfatiza que os crentes não estão mais debaixo da condenação da lei, mas estão agora debaixo da graça. Ele encoraja os crentes a viverem em sua nova identidade em Cristo, confiando na obra redentora de Jesus e na capacitação do Espírito Santo para vencer o pecado e viverem uma vida santa.

A Escravidão a Deus – Paulo ensina que, assim como os crentes eram escravos do pecado antes de sua conversão, agora eles são chamados a serem escravos de Deus. Ele usa a linguagem da escravidão para ilustrar a devoção total e a submissão que os crentes devem ter a Deus. Ele enfatiza que a obediência a Deus é o caminho da justiça e da santificação, e que aqueles que se oferecem a Deus como escravos da justiça colhem frutos de santidade e vida eterna.

A Consequência do Pecado e a Dádiva de Deus – Paulo também aborda a consequência do pecado e a dádiva de Deus. Ele ensina que o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor. Ele destaca a grande misericórdia e graça de Deus, que oferece a salvação aos pecadores, apesar de suas falhas e pecados.

Em resumo, o Capítulo 6 da Carta de Paulo aos Romanos é uma profunda reflexão sobre a graça de Deus, a justificação pela fé, a santificação e a libertação do pecado. Paulo destaca a importância da nova vida em Cristo, a morte para o pecado, a luta contra a natureza pecaminosa, a vitória em Cristo e a escravidão a Deus como elementos centrais da vida cristã. Ele enfatiza a obra redentora de Jesus na cruz, a transformação do coração pelo Espírito Santo e a graça e misericórdia de Deus como dádivas preciosas aos crentes. Este capítulo é um convite inspirador para viver uma vida de santidade e dedicação a Deus, confiando na obra de Jesus e na capacitação do Espírito Santo para vencer o pecado e crescer em conformidade à imagem de Cristo.

você pode gostar

SAIBA QUEM SOMOS

Somos um dos maiores portais de noticias de toda nossa região, estamos focados em levar as melhores noticias até você, para que fique sempre atualizado com os acontecimentos do momento.

CATEGORIA NOTICIAS

NOTICIAS RECENTES

AS MAIS VISTAS

Noticias Todo Tempo © Todos direitos reservados

Título do Título